Enxertos

Para a colocação de implantes, a principal condição é que o paciente tenha osso em altura e espessura suficientes para que possa envolver totalmente o implante. Em casos em que não há estrutura óssea apropriada para a colocação do implante, temos como “criar” osso através de técnicas modernas e equipamentos de última geração.

 

O L-PRF é um material de enxertia de última geração obtido através de centrifugação controlada do sangue coletado do paciente. A centrifugação nos permite separar as hemácias do plasma, e neste irá se formar um coágulo de fibrina rico em plaquetas, leucócitos e células tronco. As plaquetas irão liberar fatores de crescimento num período de 7 a 14 dias que atuarão na formação da estrutura óssea. Os Leucócitos irão atuar no processo de inflamação pós-cirúrgico e as células tronco irão se diferenciar em osteoblastos ou fibroblastos, contribuindo no desenvolvimento de osso ou tecido epitelial.

Utilizando-se esta técnica de enxerto podemos obter a formação de osso em aproximadamente metade do tempo quando comparada a métodos convencionais de enxertia.

1/2